sábado, 6 de junho de 2009

Parabólica

Do leitor, Jose Olimpio de Oliveira Neto

Creches do Recife: profissionais esquecidos.

Somos ADI´S (auxiliares de desenvolvimento infantil), fazemos parte do quadro administrativo da educação do Recife e ironicamente atuamos como educadores nas creches da cidade. Enfrentamos exaustivas 9 horas de trabalho, cuidando da higiene pessoal, brincando, educando e sempre nos falta tempo pra planejar atividades educativas que melhorem a qualidade de vida das crianças atendidas. O nosso cargo deverá ser extinto por não se acomodar mais na atual legislação educacional. Mas e agora?
A secretaria de educação da cidade parece não dar o devido valor a esses profissionais que agora estimulados por uma vitoriosa luta realizada em São Paulo entraram na briga pela transformação do cargo para a função de Professor de Desenvolvimento Infantil. O problema é que o secretário municipal de educação já ouviu algumas propostas e silenciou diante da lei que transformou mais de 4000 cargos em SP durante a gestão da também petista Marta Suplicy (PT).

Será que a gestão do prefeito João da Costa prioriza mesmo a Educação Infantil?
A proposta da prefeitura define apenas cursos de capacitação e não prioriza a relação professor-aluno nas creches.
Preserva apenas a retrograda relação adulto-criança no cuidar e educar.

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom,só para colaborar,a prefeitura ñ faz capacitações ela faz uma ou duas oficinas por ano.Eu por exemplo em três anos só fui chamada para 4.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. é realmente o prefeito parece que ainda não deu inicio a umas de suas promessas de campanha que era de investir na educação infantil, onde está o comprometimento com os cidadãos???

    ResponderExcluir